Revista de Estudos Criminais

O individualismo moderno e o tempo do direito

Celso Rodrigues.

Resumo: O presente artigo aborda a sociogênese do individualismo moderno numa perspectiva histórica. Dessa forma, as origens do indivíduo remontam à tradição helenística grega, atravessando os séculos para consubstanciarem, já na modernidade ocidental européia, o sujeito moderno. Esse processo articulou-se intimamente a um desenvolvimento civilizatório caracterizado pela emergência e construção do paradigma do racionalismo moderno que embasou a formulação das instituições sociais, políticas, econômicas e jurídicas das sociedades modernas.

Palavras-chave: Indivíduo moderno; direito moderno; racionalismo moderno; cultura; modernidade.

v.7, n.24, p.115-135